O gato

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on email

Dona Gertrudes já não sabia mais oque fazer como seuBonerges. Às vezes ela achava que era loucura dela, mas nem imaginava oque se passava pela cabeça dele. Também, ela não parava de importuna-lo, reclamava de tudo, dizia que ele não lhe dava atenção, até ciúmes sentia dele, na verdade, tudo era motivo de implicância.

 

Seu Bonerges tinha um gato de estimação, cuidava do gato com muito carinho. Tá certo que muitas vezes deixavam de viajar por causa do bendito gato. E é claro que a dona Gertrudes queria “morrer” com essa situação.

 

Um dia encheu tanto a paciência do seu Bonerges que o convenceu a dar “um fim” no gato. Seu Bonerges com dor no coração, então, colocou o gato em um saco de pano, jogou-o dentro do carro e o levou para bem longe.

 

Quando chegou em casa, o gato estava deitado no sofá e dona Gertrudes p…da vida. Seu Bonerges pegou o gato e o levou para mais longe…

 

Quando voltou, o gato estava deitado no sofá, não acreditando no que viu, seu Bonerges levou o gato novamente mais, muito mais longe ainda.

 

Depois de duas horas, Bonerges ligou para casa e perguntou à Gertrudes:

 

—- Gertrudes, o gato voltou?

 

—-Voltou—respondeu Gertrudes.

 

—- Então, põe ele no telefone para me explicar o caminho de casa, que eu estou perdido….aqui pô !!!

Receba as principais notícias de Salto e região toda semana em seu e-mail e WhatsApp de forma GRATUITA com a qualidade e profissionalismo que o PRIMEIRAFEIRA apresenta semanalmente em nossas edições na comodidade de seu lar.

    E-mail:
    Celular: